20 Anos de Arquivo X – Parte 10

Posted: September 16, 2013 in tudo o que eu amo
Tags: , ,

x-files-banner

Para ler a Parte 9, clique aqui.

A verdade ainda está lá fora

No final da sétima temporada, David Duchovny entrou com um processo judicial contra o canal Fox por direitos de syndication – a redistribuição do seriado para outras emissoras menores, que por contrato dariam ao ator cerca de cinco por cento dos lucros. A questão abalou as relações de Duchovny com os membros da equipe de “Arquivo X”, e quando foi confirmado que o seriado voltaria para mais uma temporada, o ator declarou que não participaria dela preferindo investir em sua carreira no cinema. A solução dos roteiristas foi fazer com que Mulder fosse sequestrado por alienígenas no último episódio da sétima temporada, “Réquiem”, criando uma solução para a ausência de Duchovny na temporada seguinte. Gillian Anderson sempre esteve presa à sua lealdade por Chris Carter, o responsável direto por sua contratação, e por conta disso decidiu permanecer na série. Outro “gancho” deixado no ar pelo episódio final foi a gravidez de Scully, que até então acreditava ser estéril em razão das experiências que sofreu durante a sua abdução alguns anos atrás.

O novo parceiro de Scully, o agente especial John Doggett, serviu no pelotão de fuzileiros, depois trabalhou como detetive na polícia de Nova York e atuou na Guerra do Líbano, antes de ingressar no FBI. Ao contrário de Scully, que finalmente se rendeu à existência dos fenômenos paranormais, Doggett, era completamente descrente em tudo isso. Mantinha-se assim, ainda que por linhas tortas, a premissa original da série de ter dois protagonistas com visões opostas e complementares.

x-files-6

Depois de uma negociação complicada que se arrastou por vários meses, David Duchovny entrou em acordo com o canal Fox para receber os valores questionados judicialmente e assinou um contrato para atuar em oito dos episódios da oitava temporada. Para estenderem ao máximo a sua participação, os roteiristas usaram de todos os artifícios possíveis, desde usar um clone de Mulder até cenas de flashback do agente antes de sua abdução dando a impressão de que o ator participou de mais episódios. Para substituir o ator nos episódios em que Mulder não estaria presente foram feitos testes em cerca de 100 candidatos para interpretar o agente do FBI John Doggett, encarregado de descobrir o paradeiro de Mulder e que depois iria ser confirmado como o novo parceiro de Scully nos Arquivos X. Entre os atores testados para o papel estavam Bruce Campbell e Lou Diamond Phillips. O papel acabou indo parar nas mãos de Robert Patrick, ator até então mais conhecido por ter sido o cyborg T-1000 em “O Exterminador do Futuro 2”.

x-files-12

Parecia que o universo inteiro estava conspirando contra. Além de processos judiciais e mudanças forçadas no elenco, um grave acidente durante as gravações do primeiro episódio por conta de um andaime que desabou, deixou seis feridos e provocou a morte por eletrocução de um dos membros da equipe, Jim Engh, homenageado nos créditos do episódio “Por Dentro”, levado ao ar em 5 de novembro de 2000. O episódio já apresentava a primeira novidade: a mudança nos créditos de abertura, que permaneceu imutável durante sete temporadas, mas foi alterado para atualizar as fotos de Mulder e Scully e incluir o novo protagonista da série, Robert Patrick, além de uma nova montagem que fazia referências à gravidez de Scully e ao desaparecimento de Mulder. Apesar do habitual esforço dos produtores e roteiristas, ninguém da equipe era capaz de prever se os fãs iriam ou não aceitar o novo ator ou que “Arquivo X” continuaria um dos líderes de audiência no horário nobre.

Robert Patrick caiu de páraquedas dentro dos Arquivos X para preencher a lacuna deixada pelo afastamento de David Duchovny durante metade da temporada. Porém, o novato agente Doggett acabou rapidamente sendo aceito pelo público graças ao talento e ao carisma do ator, que não só dava credibilidade ao personagem como demostrou uma ótima química com a estrela da série Gillian Anderson.

x-files-3

Comparada à sétima temporada, a mais fraca de todas, a oitava temporada acabou sendo um relativo sucesso quando muitos acreditavam que tantas mudanças acabariam influenciando negativamente nos índices de audiência. Ainda que uma parcela considerável dos fãs tenha se afastado insatisfeita com os rumos do seriado, houve muitos episódios curiosos e interessantes ao longo da temporada, além de outros feitos para cumprir a agenda de produção, que contabilizou 21 episódios no total.

Isto não está acontecendo

O agente especial John Doggett, líder da força-tarefa comandada pelo agora vice-diretor do FBI Alvin Kersh (James Pickens Jr.) foi encarregado de desvendar o desaparecimento do agente Mulder. No episódio “Por Dentro” (Within), Kersh já começava ameaçando Scully e o diretor assistente Skinner – única testemunha da abdução de Mulder – a não comentarem nada a respeito de alienígenas e abduções ou perderiam seus empregos, mostrando que a busca por Mulder seria apenas uma cortina de fumaça para livrar a reputação da agência federal de investigação.  Os primeiros encontros entre Scully e Doggett não foram nada amigáveis, mas além de estabelecer desde o início a diferença de pensamentos entre Doggett – um cético convicto – e de Scully, uma crente quase devota aos fenômenos paranormais, esse primeiro episódio trazia de volta Margareth, a mãe de Scully (vivida pela atriz Sheila Larken), enquanto mostrava os personagens correndo de um lado para o outro atrás de pistas que revelassem o paradeiro de Mulder.

x-files-4

Através de um rastreamento de atividades de OVNIs feito pelos Pistoleiros Solitários, a busca por Mulder conduziu todos ao deserto do Arizona, onde reencontraram o telepata Gibson Praise (Jeff Gulka) e alguém parecido com Mulder que tentava sequestrar o menino, mas que na verdade era o Caçador de Recompensas alienígena (Brian Thompson), utilizando a aparência do agente. Precisando reinventar a mitologia da série para adequar a trama ao desaparecimento de Mulder durante metade da temporada, além de construir um background para o novo personagem do agente Doggett, o segundo episódio “Por Fora” (Without) também dava mais pistas de que a gravidez de Scully seria o principal arco do programa a partir de agora. Como as buscas por Mulder foram em vão, ao final do episódio Doggett acabava sendo designado pelo vice-diretor Kersh para atuar nos Arquivos X ao lado de Scully.

 A cena em que Scully joga água no rosto de Doggett foi a primeira a ser filmada como uma espécie de cerimônia de batismo para o recém-contratado ator Robert Patrick. O diretor assistente da série, Tom Braidwood, que interpretava o Pistoleiro Frohike, comentou que esta era uma de suas cenas preferidas de toda a série. Patrick e o diretor do episódio “Por Dentro”, Kim Manners, reconheceram que não poderia ter havido uma introdução mais perfeita para o personagem.

x-files-2

Enquanto os roteiristas queimavam seus neurônios para criar uma história que trouxesse Mulder de volta de uma forma convincente e reinventavam a conspiração envolvendo o governo, os militares e os alienígenas na criação dos super soldados, toda a mitologia anterior de sete anos parecia estar sendo esquecida ou descartada. Houve, porém, bons episódios de “monstro da semana”, um deles o primeiro caso em que Scully e Doggett atuaram juntos: “Paciência” (Patience), que parecia mais uma cópia carbono do filme “Olhos Famintos”, mas que ajudou a desenvolver a dinâmica entre os dois agentes logo no início. Outro bom episódio foi “Risco de Vida” (Roadrunners), que mostrava Scully sendo sequestrada por fanáticos que cultuavam um organismo hospedeiro maligno que acabou inserido em seu corpo. Nos primeiros episódios, Scully desconfiava das reais intenções de Doggett, mantendo-o sempre à margem de suas investigações.

No final do episódio “Risco de Vida”, ao mostrar Scully sendo resgatada por Doggett, se desculpando, agradecendo por ele ter salvo sua vida e prometendo não mais investigar um caso sozinha, o roteirista Vince Gilligan deu ao público a noção definitiva de que Doggett não só era digno de confiança como era o herói da série a partir de agora. Robert Patrick comentou: “O principal sentido daquela cena foi mostrar para ela ‘Olhe, eu estou aqui por você. Eu estou do seu lado. Nós somos parceiros agora.'”

x-files-7

Houve ainda uma bizarra aventura-solo de Doggett: “O Dom” (The Gift), no qual seguindo uma pista de um caso investigado por Mulder meses antes do seu desaparecimento, o agente Doggett descobriu que Mulder sofria de uma doença terminal em seu cérebro provocada pela sua exposição ao artefato alienígena. Algumas cenas de David Duchovny foram utilizadas em um flashback que mostravam a busca de Mulder pelo devorador de almas. Seguindo as pistas dessa criatura mitológica, Doggett era assassinado pelo xerife local, devorado pelo monstro e então ressuscitado. Scully fez apenas uma pequena aparição ao final do episódio, que permitiu que Gillian Anderson tirasse alguns dias de folga com sua filha Piper. Este foi o décimo primeiro episódio da temporada e marcou a primeira aparição de David Duchovny desde os episódios “Por Dentro” e “Por Fora”.

A segunda parte do episódio duplo que abriu a oitava temporada, “Por Fora” mostrava cenas assustadoras de Mulder sendo torturado no interior da nave alienígena e de Scully lutando contra o Caçador alienígena que mudava de aparência a cada momento.

x-files-5

Um dos episódios que ajudaram a construir o personagem de Doggett foi “Invocação” (Invocation), em que o reaparecimento de um menino com a mesma idade com que havia misteriosamente desaparecido dez anos atrás fez com que Doggett revivesse as lembranças de seu drama particular – o sequestro e o assassinato de seu filho Luke, ocorrido na época em que o agente trabalhava na polícia de Nova York. Outro episódio interessante foi “A Segunda Chance” que mostrava os eventos envolvendo o assassinato da esposa de Martin Wells, um advogado amigo de Doggett, e a luta dele para provar sua inocência, contados em uma narrativa regressiva, e que contou com a participação do ator Joe Morton, que atuou ao lado de Robert Patrick em “O Exterminador do Futuro 2”. O título original, “Redrum”, isto é, “murder” (ou “assassino”) é uma referência direta ao episódio, que foi escrito de trás para frente.

Por conta da gravidez de Scully, não fazia sentido mostrar a personagem correndo e lutando. Além disso, sem uma mitologia definida, a primeira metade da temporada foi marcada pelos monstros e histórias isoladas, com a maioria dos episódios mostrando Doggett a frente das investigações. Em “Medusa” (Medusa), ele investigava mortes de pessoas por um tipo desconhecido de organismo unicelular nos túneis do metrô de Boston.

x-files-10

Foi apenas a partir do episódio 13, “Enganação” (Per Manum), que envolvia a descoberta de Scully de que várias outras mulheres que como ela não poderiam engravidar, haviam sido abduzidas e engravidadas com bebês alienígenas, que a série retornou ao que se poderia chamar de “mitologia”, uma vez que Scully passou a temer a real natureza da criança que estava gerando. O episódio explicou alguns fatos envolvendo a gravidez até então misteriosa de Scully e trazia algumas cenas em flashback dela com Mulder. O episódio marcou também a primeira aparição de Knowle Rohrer (Adam Baldwin), um militar amigo de Doggett que se tornaria o seu informante e mais tarde um traidor.

O seriado só iria engrenar para valer a partir do episódio seguinte “Isto Não Está Acontecendo” (This is Not Happening), que introduziu a agente Monica Reyes (Annabeth Gish), amiga pessoal de Doggett e especialista em ocultismo e paranormalidade, para ajudar nas buscas por Mulder quando diversas outras vítimas de abduções começaram a reaparecer ao mesmo tempo, inclusive Theresa Hoese (Sarah Koskof), a jovem abduzida no episódio Piloto e novamente vista em “Réquiem”, da sétima temporada. O episódio marcou a volta oficial de David Duchovny ao “Arquivo X” e trouxe de volta o personagem Jeremiah Smith (Roy Thinnes, astro do seriado dos anos 60 “Os Invasores”), visto durante a terceira e quarta temporadas, e que poderia ajudar na cura de Mulder, que finalmente foi encontrado mas mortalmente ferido.

A atriz Annabeth Gish entrou em “Arquivo X” como uma possível substituta caso Gillian Anderson não renovasse seu contrato para mais um ano. Gish nem precisou fazer testes para o papel. Após receber um telefonema de seu agente, ela foi à uma reunião com Chris Carter e Frank Spotnitz. Ao fim da reunião, ela já estava confirmada no papel da agente Reyes. A personagem voltaria no episódio “Empédocles” para ajudar em um caso que poderia estar ligado ao assassinato do filho de Doggett.

x-files-gish

Em “Morto Vivo” (Dead Alive), que se passava três meses após o funeral de Mulder, outro dos que foram abduzidos junto com Mulder,  Billy Myers (Zachary Ansley), voltou à vida na mesa de autópsias, e o diretor assistente Skinner ordenou que o corpo de Mulder fosse exumado. Com sinais de vida extremamente fracos, Mulder foi hospitalizado. Alex Krycek reaparecia para chantagear Skinner e através do controle dos nano-robôs em seu sangue ofereceu uma vacina que poderia salvar a vida de Mulder se Skinner interrompesse a gravidez de Scully. As pesquisas de Scully revelaram que o vírus alienígena estava alterando o DNA das pessoas e as transformando em um novo ser. Sabendo da chantagem, Doggett tentou deter Krycek, mas este fugiu e a vacina se perdeu. Quando os aparelhos que mantinham Mulder vivo foram desligados para evitar a sua transformação, descobriu-se que eram eles os responsáveis por manter o vírus alienígena incubado, salvando assim a vida dele. Mulder recuperou a consciência e viu Scully ao lado da cama. “Quem é você?” perguntou ele, em tom de piada: “Alguém sentiu a minha falta?”

x-files-9

Com a volta de Mulder, os roteiristas voltaram à mitologia em “Três Palavras” (Three Words), que retornou ao tema da colonização agora abordando a criação dos super soldados alienígenas. No episódio, Kersh ignorou o pedido de Doggett e Skinner para que Mulder voltasse aos Arquivos X, Mulder acusou Doggett de tentar encobrir provas cruciais para as suas investigações e juntos invadiram um laboratório de pesquisas com a ajuda dos Pistoleiros. Esse episódio revelou também que o informante de Doggett, Knowle Rohrer, era um traidor alienígena. O óleo negro voltou a ser tema de um episódio em “Vienem” (que significa em espanhol “eles estão vindo”, uma referência aos super soldados alienígenas), que tratou da morte de trabalhadores em uma plataforma de petróleo em alto-mar, utilizada para o transporte do vírus alienígena.

Escrito por Steven Maeda, o episódio “Vienem” mostrou uma cena em que Mulder dizia a Doggett que foi demitido do FBI. Mais do que uma simbólica “passagem de bastão”, a cena deixou bem claro aos fãs de “Arquivo X” que Robert Patrick agora era o astro principal da série.

x-files-1

O episódio em duas partes “Essência” (Essence) e “Existência” (Existence) fechou a temporada. No primeiro, Mulder, Scully, Doggett, Reyes e Skinner descobriam terríveis fatos em consequência do pacto firmado entre o extinto Sindicato e os alienígenas, com Billy Myers agora um híbrido aparentemente indestrutível e reprogramado tentando promover uma queima de arquivo total, incluindo o assassinato do filho de Scully às vésperas de ela dar à luz. Eles precisaram contar com a colaboração de Alex Krycek, que por um momento mudou de lado. Na segunda parte, foram explicados os detalhes da experiência para a criação dos super soldados e uma tentativa de Krycek de matar Mulder resultou na sua morte por Skinner com um tiro na cabeça. Reyes levou Scully para se refugiar em uma pequena cidade, onde ajudou no parto da colega. Os super soldados cercaram o lugar mas ao perceberem que Scully deu à luz um bebê normal, foram embora no momento em que Mulder chegou. Mais tarde, em seu apartamento, Mulder e Scully conversaram sobre os últimos acontecimentos e trocaram um beijo apaixonado.

Até o último episódio não havia indícios de que “Arquivo X” teria mais uma temporada, mas mesmo assim Carter deixava pontas soltas que possibilitassem uma nona temporada apenas com Robert Patrick e Annabeth Gish. David Duchovny confirmou que deixaria a série definitivamente pelo “bem do seriado” e o contrato de Gillian estava terminando.

x-files-8

Continua no próximo post…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s